Eco

O que procuro em ti, eco ou planície, que não me respondes? Porque devolves apenas a minha voz?

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Dia-a-dia#157

E gostei tanto de voltar à mística granítica onde não colocava os pés há quatro anos, acordar cedo e deambular pelas ruas escuras e húmidas, ouvir o modo caloroso como falam os seus habitantes, almoçar na praça Carlos Alberto onde fui operada em 2006 e novamente deambular. Em todas as ruas me lembrei do Rui Costa, das nossas conversas a pé, sei que vão estar sempre presentes. E voltei ao Piolho, e depois a Serralves, reencontrei os bons amigos, conheci novos autóquenes e não só, que andam a trabalhar muito na Universidade Fernando Pessoa. E sentei-me no Jardim da praça 9 de Abril, junto ao lago para apanhar o sol de Inverno que espreitou numa pequena pausa depois do almoço, não tenho aquele ritmo.

Sem comentários:

Enviar um comentário