O que procuro em ti, eco ou planície, que não me respondes? Porque devolves apenas a minha voz?

sábado, 27 de novembro de 2010

Poema #64

Ocorre-me falar do tempo,
Das consequências dos fenómenos
Extremos e de como tudo muda.

Já não espero pelas limitações dos
Dedos nem pela definição das cir-
Cunstâncias que consomem as acções

E tento respirar a noite que chega.
É fraco o passo a que me atrevo na rua
Quando pressinto a distância que me separa

De todos quantos um dia acompanhei.
Deixo na memória a segurança da fala,
Convertendo em monólogo o que sei

Da luz solar que me iluminou enquanto
Caminhava. Não rejeito a dor nem quero
Sujeitar-me ao ordenamento que anula

Todo o cansaço ou vestígios da tristeza.
Sou da distância que busco. Cumpro as regras
A que obedece a minha liberdade.

Rui Almeida, “ Lábio Cortado”. Torres Vedras: Livro do Dia, 2009. P-45

Sitemeter #61

Eco
By Referrals > Visit Detail
Visit 11,500
[<<] [>>]
Domain Name (Unknown)
IP Address 189.75.157.# (Unknown Organization)
ISP Unknown ISP
Location
Continent : South America
Country : Brazil (Facts)
Lat/Long : -10, -55 (Map)
Distance : 4,496 miles
Language Portuguese (Brazil)
pt-br
Operating System Microsoft WinXP
Browser Firefox
Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.1; pt-BR; rv:1.9.2.12) Gecko/20101026 Firefox/3.6.12 (.NET CLR 3.5.30729)
Javascript version 1.5
Monitor
Resolution : 800 x 600
Color Depth : 24 bits
Time of Visit Nov 27 2010 2:48:01 pm
Last Page View Nov 27 2010 2:48:01 pm
Visit Length 0 seconds
Page Views 1
Referring URLhttp://br.search.yah...car&submit-go=Buscar
Search Enginebr.search.yahoo.com
Search Wordso'que é instalação artistica
Visit Entry Page http://umacasanotemp...9_11_01_archive.html
Visit Exit Page http://umacasanotemp...9_11_01_archive.html
Out Click
Time Zone UTC-2:00
Visitor's Time Nov 27 2010 1:48:01 pm
Visit Number 11,500
Alguém chegou a esta casa no tempo procurando o que é instalação artística e encontrou isto.

sábado, 20 de novembro de 2010

Dia-a-dia #91

Contou-me a minha irmã que quando era criança eu chorava se via o Calimero na televisão e chorava se não me deixavam ver, não me lembro de nada, mas já era tonta.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Sitemeter #60

Eco
By Referrals > Visit Detail
Visit 11,422
[<<] [>>]
Domain Name (Unknown)
IP Address 89.214.18.# (GPRS Costumers)
ISP TMN - Telecomunicacoes Moveis Nacionais SA
Location
Continent : Europe
Country : Portugal (Facts)
State/Region : Lisboa
City : Milharado
Lat/Long : 38.95, -9.2 (Map)
Distance : 17 miles (local visitor)
Language Portuguese
pt
Operating System Microsoft WinNT
Browser Internet Explorer 8.0
Mozilla/4.0 (compatible; MSIE 8.0; Windows NT 6.0; Trident/4.0; GTB6.5; SLCC1; .NET CLR 2.0.50727; Media Center PC 5.0; eSobiSubscriber 2.0.4.16; .NET CLR 3.5.30729; .NET CLR 3.0.30729; InfoPath.2; Seekmo 11.0.96.0)
Javascript version 1.3
Monitor
Resolution : 1366 x 768
Color Depth : 32 bits
Time of Visit Nov 19 2010 4:12:15 pm
Last Page View Nov 19 2010 4:12:15 pm
Visit Length 0 seconds
Page Views 1
Referring URLhttp://pesquisa.sapo...20sigilosas&st=local
Search Enginepesquisa.sapo.pt
Search Wordsfodas sigilosas
Visit Entry Page http://umacasanotemp...9_06_01_archive.html
Visit Exit Page http://umacasanotemp...9_06_01_archive.html
Out Click
Time Zone UTC-1:00
Visitor's Time Nov 19 2010 4:12:15 pm
Visit Number 11,422

Alguém chegou a esta casa no tempo procurando fodas sigilosas e encontrou isto

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Concerto do Coro de Câmara da Universidade de Lisboa





Sábado, dia 20 de Novembro às 21h30 o Coro de Câmara da Universidade de Lisboa vai actuar na Igreja de S. Roque , dirigido por Luís Almeida. O concerto intitula-se "O despontar do Barroco" e serão interpretadas obras de João Lourenço Rebelo, compositor português do século XVII, peças para vários coros e instrumentos da época. Como se trata do Festival de S. Roque, a entrada é 6 Euros ( bilhetes à venda na entrada 1h antes do espectáculo)


quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Dia-a-dia #90

Ia a caminho de casa, por volta da hora do almoço, com as compras do supermercado na mão e deixei-me levar pelos raios de sol na esplanada; não resisti à luz outonal dos plátanos e sentei-me para beber um café e descansar do peso dos sacos. Reparei então num casal sentado na mesa ao lado, ele tem um ar discreto e ela atende o telemóvel de um modo empreendedor. Oiço a sua voz:
- Abuso sexual de menor pelo padrasto, que idade tem?
Olho discretamente, ela retira o telemóvel e faz uma nova chamada:
- Quem está aí agora? Saíram todos para almoçar?
Ela relata pormenores do que se passa, desligando depois o telemóvel enquanto o seu companheiro discreto trata da conta. Quando se levantam, ela comenta:
- Estes casos só aparecem na primavera, mas este ano tudo está a acontecer antes da primavera.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Leituras #27


" -Toda esta gente tem casas de banho de azulejos brancos e fazem grandes cagadas como ursos das montanhas, mas é tudo drenado para esgotos rigorosamente assépticos e ninguém nunca mais volta a pensar nos cagalhões nem se apercebe que na sua origem é merda e peidos e dejectos do mar - disse Japhy. - Passam o dia inteiro a lavar as mãos com sabonetes cremosos, nutrindo o secreto desejo de os comer na casa de banho. "

Jack Kerouac, " Os Vagabundos de Dharma" ( Trad. de Margarida Vale de Gato). Lisboa: Relógio D'Água, 2000. P-65