Eco

O que procuro em ti, eco ou planície, que não me respondes? Porque devolves apenas a minha voz?

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Dia-a-dia #216

Não estava bem a entender as intenções da gata Lua em relação ao cravo vermelho, que me ofereceram no dia 25, porque só andava a morder o caule. Entretanto, conseguiu derrubar a jarra onde ele habitava, que se estatelou no chão. O cravo sobreviveu, afinal ela não gostava era da jarra em forma de estrela azul.

Sem comentários:

Enviar um comentário