Eco

O que procuro em ti, eco ou planície, que não me respondes? Porque devolves apenas a minha voz?

terça-feira, 15 de abril de 2014

Dia-a-dia #210

Aconteceu já alguns anos: tive o azar de apanhar um táxi e era Abril, tal como agora. Entrei e lá dentro o homem máquina já tinha uma certa idade, estava de poucas falas e ouvia a rádio renascença. Nisto passamos por um edifício que tinha a bandeira do arco-íris à porta e começou a cassete: a menina sabe que bandeira é aquela? Fiz-me de parva. O homem máquina desatou aos berros: aquilo é a bandeira dos degenerados, o Salazar é que fazia bem, mandava-os matar a todos! Na rádio orações. Mandei-o parar, paguei, saí e desejei-lhe uma santa Páscoa.

Sem comentários:

Enviar um comentário