Eco

O que procuro em ti, eco ou planície, que não me respondes? Porque devolves apenas a minha voz?

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Dia-a-dia #152

Ultimamente ando com uns lapsos de memória terríveis, aliás tenho umas brancas que me deixam em situações até constragedoras: já me disseram que se relaciona com o facto de ter passado por uma anestesia geral na operação em Dezembro. Também referiram que isso depois passa. A primeira que me deixou atrapalhada, foi em pleno concerto com o Coro de Câmara em dia de Reis: havia uma pequena peça que não tinhamos visto no ensaio geral e quando a cantámos em concerto, não me lembrava de nada. Isso nunca acontece, como tenho uma leitura musical coxa, sobretudo à 1ª vista, recorro à minha fabulosa memória bem treinada. Naquele momento fiz o que era possível. Depois, aconteceram já duas situações cómicas: encontrar pessoas, falar com elas, lembrar-me da cara, nem sempre sei qual é o contexto em que as conheci, mas não dou barraca, falo e cumprimento normalmente. E só passado uns dias é que recordo quem era, isto tem um lado assustador. Mas como me lembro passado uns dias, é porque os ficheiros não apagaram.

Sem comentários:

Enviar um comentário