Eco

O que procuro em ti, eco ou planície, que não me respondes? Porque devolves apenas a minha voz?

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Poema #119

CRUELDADE BABY DÓ

não esquecer
                     todos
os assassinos
criminosos ladrões traficantes
vigaristas manipuladores
torturadores pederastas
néscios viscosos invasores
e etc e tal foram... crianças
que segundo uns quantos
cruéis trapaceiros
dizem ser
                  o melhor da vida

Jorge Aguiar Oliveira - "Ranço" (Companhia das Ilhas, lda), 2014. p.34.

Sem comentários:

Enviar um comentário